Anúncio 1

Últimos Posts

No NetFlix: Cobra Kai - Quarta Temporada

  

Uma temporada que tropeça um pouco, mas que ainda consegue se sobressair pelo ótimo desempenho do elenco clássico

                                                                                                                                                                  
Nota IMDb: 8,6 (até o dia da postagem) (IMDb)
Título original: Cobra Kai
Criadores:  Josh Heald, Jon Hurwitz, e Hayden Schlossberg
Estrelas:   Ralph Macchio, William Zabka, Courtney Henggeler
Crítica: Michael

Como a primeira temporada que realmente foi produzida pelo NetFlix (a terceira foi lançada na plataforma, mas havia sido produzida ainda pelo YouTube), esta quarta temporada traz algumas modificações à fórmula de sucesso da série e, na maioria das vezes, elas não funcionam. Porém, ainda temos material bom o suficiente para superar os pontos fracos, principalmente no que diz respeito ao elenco clássico da franquia. Confira os detalhes na crítica a seguir, com alerta de spoilers das temporadas anteriores.

O final da terceira temporada deixou algumas grandes pontas para serem seguidas e prometeu o retorno de mais um personagem do passado do franquia Karate Kid. Daniel e Johnny decidiram se unir para derrotar de vez o Cobra Kai enquanto Kreese se reconecta com uma figura importante do seu passado, Terry Silver, interpretado novamente pelo ator Thomas Ian Griffith. Ele irá se unir a Kreese para que o Cobra Kai derrote os outros dojos no novo torneio e volte a ser uma franquia de sucesso.

A volta de Terry Silver, vilão do terceiro filme da franquia, foi sem dúvidas o ponto alto desta quarta temporada e o ator Thomas Ian Griffith mostra que ainda consegue convencer como sensei de karate com tendências psicopatas. Felizmente ele recebe o mesmo tratamento do resto dos personagens do passado e é retratado de uma forma menos unidimensional do que nos filmes, mostrando uma personalidade mais convincente e com motivações reais. Os conflitos dele com Daniel, Johnny e até mesmo Kreese são os pontos altos desta temporada que foca menos no elenco clássico do que as anteriores. Os atores mais experientes tem suas oportunidades e aproveitam bem, mas fica claro que eles são deixados um pouco de lado, com exceção da esposa de Daniel que ganha mais espaço e não decepciona. Em geral, temos mais tempo de tela para o "elenco malhação" da série, o que acaba gerando vários momentos dignos desta série global com forçadas de barra de sobra e que certamente irão agradar bem menos os fãs que passaram dos quarenta, como eu, mas que talvez sirvam para arrebanhar seguidores da nova geração.

Mesmo com esses tropeços, o resultado final é positivo e continua balanceando bem a nostalgia com ideias atuais que tentam apelar a um público mais jovem. Porém, a série começa a dar os primeiros sinais de fadiga na fórmula e os criadores precisam ter cuidado com os próximos passos. As pontas deixadas para a quinta temporada (já confirmada pelo NetFlix) são interessantes e inteligentemente não parecem depender do retorno de outra figura diferente do passado, uma vez que a fonte secou (ao menos que eles queiram pegar algo do infame Karate Kid 4 com Hillary Swank). Resta torcer para que a série siga respeitando o material original e dando destaque para o elenco clássico enquanto tenta se manter atual e relevante, o que certamente não é algo fácil.

Lembrando que você pode nos acompanhar no FaceBook em https://www.facebook.com/MexidoDigital ou no twitter com @mexidodigital (https://www.twitter.com/MexidoDigital)

Nenhum comentário