Anúncio 1

Últimos Posts

Eu faria assim: Filme de ficção científica - O Devorador de Ossos - Capítulo 5 - Parte 10

A solução encontrada por John e Sibelle traz à tona coisas do passado
Na base de pesquisa na Antártida, Sibelle e John estão ainda paralisados enquanto os passos se aproximam e eles estão prestes a ser surpreendidos. Eles sabem que se não tiverem uma boa desculpa para terem despistado o guarda e estarem ali sozinhos, Burke irá desconfiar e talvez até extinguir qualquer chance do plano deles dar certo. Os instantes parecem intermináveis e, como não há lugar para se esconderem, John toma a única ação que considera adequada: ele agarra Sibelle com força e começa a beijá-la na boca. Inicialmente ela fica assustada, mas depois de perceber que esta era realmente a melhor alternativa, Sibelle entra na jogada e corresponde ao beijo de forma bastante convincente.
O guarda chega até a sala de comando, mas não está sozinho. O coronel Burke o acompanhava e os dois encontram Sibelle e John abraçados e se beijando apaixonadamente de olhos fechados. O soldado olha para Burke com uma expressão de que não sabe o que fazer e o coronel faz um sinal com a cabeça para que ele se retire do ambiente. Depois, Burke ainda espera alguns segundos para ver se o inesperado par romântico percebe sua presença. Porém, como isso não acontece, ele decide interromper a volúpia e dá uma tossida forte seguida de uma fala meio sem jeito:

- Dra. Sibelle?

Sibelle e John finalmente se separam e fingem espanto com a presença de Burke enquanto recuperam o fôlego. John fica calado enquanto o sangue volta para sua cabeça e cabe a Sibelle se pronunciar:

- Sim senhor, Coronel Burke, me desculpe pela indiscrição, isso não vai se repetir.

Burke coça sua barba por fazer e depois responde ainda meio desconfortável:

- Tudo bem, eu sei que vocês dois compartilham um passado e não vou me intrometer em sua vida pessoal, desde que isso não comprometa nossa missão.

Sibelle olha para John e depois sinaliza afirmativamente com sua cabeça enquanto simula estar bastante envergonhada. Burke aguarda mais alguns segundos e decide mudar o assunto, mas agora usa sua voz autoritária e confiante:

- Sendo assim, precisamos de você na tenda de comando porque já estabelecemos o link permanente com a Nasa e faremos nossa última conversa com eles antes do lançamento da missão até Europa que está agendado para amanhã cedo lá em Cabo Canaveral.

Sibelle se recompõe e espera alguns instantes pela reação de John, mas ela ainda parece estar em transe. Ela então responde:

- E quanto a John? Não seria interessante ele participar também?

John finalmente parece ter sido trazido de volta à realidade e faz uma cara fechada para concordar com Sibelle e pressionar Burke. O coronel então responde com um tom mais pesado:

- Na verdade acho melhor ele ir ver novamente Bob, pois a Dra. Masterson acabou de me avisar que seus sinais vitais pioraram e o respirador não está sendo suficiente para mantê-lo vivo. Infelizmente não temos mais o que fazer e sua morte é uma questão de tempo.

John abaixa sua cabeça se sua expressão resignada denuncia que ele já esperava por isso depois da última vez que viu seu amigo. Depois, ele acena afirmativamente sua cabeça para Burke concordando com a ordem. Sibelle decide se manifestar e fala para o coronel:

- Ok Burke, eu irei para a tenda de comando então, só preciso de alguns minutos a sós com John.

Burke decide não pressionar demais Sibelle porque sabe que precisará muito dela a partir de agora que a missão da Nasa está prestes a ser iniciada. Ele junta as mãos atrás do corpo e se retira lentamente sem falar mais nada. Sibelle aguarda até que o barulho de seus passos desaparece para se dirigir a John que ainda está cabisbaixo:

- Sinto muito por Bob, John. Mas essa foi por pouco e, apesar de ter sido pega de surpresa, confesso que fiquei feliz com sua rapidez de raciocínio. Burke parece ter ficado bastante surpreso e não desconfiou de nada.

John levanta sua cabeça e, depois de respirar fundo, olha para Sibelle e diz:

- Na verdade eu já tinha certeza de que Bob não escaparia dessa depois de vê-lo naquele estado terrível. Resta tentar confortá-lo e torcer para que encontremos uma cura antes que Mindy tenha o mesmo destino.

Sibelle faz uma cara séria e que demonstra empatia com as palavras de John. Logo em seguida, a expressão dele muda e parece estar bem mais calma antes da sua próxima fala:

- Já sobre o beijo, confesso que foi um impulso instintivo e que, apesar de motivado pela situação extrema, teve um fundo de verdade.

Sibelle fica sem graça e desvia o olhar de John enquanto cruza os braços e começa a caminhar lentamente. John nem dá tempo para ela reagir e continua:

- E por mais que você tenha atuado para convencer Burke, tenho certeza senti um pouco daquela paixão que tínhamos na época em que estávamos juntos. Estou mentindo?
Sibelle está de costas para John e fecha os olhos enquanto pensa no que dizer. Por mais que não queira admitir, ela também sente que o beijo trouxe à tona muitos sentimentos que estavam adormecidos. Um filme de toda a história deles juntos passou na sua cabeça durante aqueles instantes em que seus lábios estavam unidos e isso balançou seu coração. Porém, ela sabe que não pode perder o foco na sua missão e em tudo que ela significa para sua carreira e para a humanidade. Sibelle respira fundo e se vira para John, olhando-o com ternura enquanto uma lágrima escorre em seu rosto. 

Depois, ela fala em tom sério mas compassivo:

- Independente do que tenha se passado durante o beijo, não podemos deixar isso desviar nossa atenção em tudo o que está acontecendo. Depois que a tempestade passar, tenho certeza que haverá tempo para discutirmos isso como adultos.

John desvia o olhar dela e depois de pensar por alguns instantes enquanto mordia seus lábios, responde:

- Tudo bem Sibelle, eu entendo e concordo. Acho melhor você ir logo, eles estão te esperando.


Sibelle faz um sinal afirmativo e sai lentamente com a cabeça baixa. Depois que ela se afasta, John se senta em sua cadeira de comando e dá uma suspirada alta. Ele passa a mão na barba enquanto processa as palavras de Sibelle. Apesar de racionalmente concordar com a atitude a ser tomada, ele também ficou bastante mexido depois do beijo que parece ter reacendido uma chama que há tempos estava extinta. No entanto, ele decide controlar seus impulsos e seguir o combinado. John então reúne suas forças, se levanta e segue em direção à tenda de isolamento para dar suporte a Bob em seus momentos finais.
Para começar a ler desde o início clique aqui

Lembrando que você pode nos acompanhar no FaceBook em https://www.facebook.com/MexidoDigital ou no twitter com @mexidodigital (https://www.twitter.com/MexidoDigital) 

Nenhum comentário