Anúncio 1

Últimos Posts

Eu faria assim: Filme de ficção científica - O Devorador de Ossos - Capítulo 6 - Parte 7

Mark chega a Marte para realizar a importante manobra de assistência gravitacional
                                                                                         
Os olhos de Mark se abrem e ele se vê deitado em sua cama no quarto de sua casa. Ele olha para o lado e Sibelle está deitada ainda dormindo. Seu coração dispara de felicidade ao estar diante de sua amada esposa e ele coloca a mão gentilmente na cabeça dela e faz um carinho suave através do seu rosto. Sibelle abre seus olhos lentamente e depois sorri para Mark. Ele corresponde o sorriso e diz:

- Que bom te ver, meu amor. Tem tantas coisas que eu quero te dizer...

Sibelle o olha com ternura e diz quase sussurrando:

- Tudo bem, mas fale baixo ou então você vai acordar o John.

Mark faz uma cara de espanto e retruca em voz alta:

- John? Como assim? O que ele está fazendo aqui?

Um som de alarme começa a surgir no fundo e Mark abre seus olhos para acordar do seu sonho. Ele está deitado no seu leito na Pioneer, com a vista ainda turva e o coração acelerado. O som do alarme fica mais alto e ele fala em voz grave:

- O que está acontecendo, “M”?

O alarme então cessa e a resposta do computador vem logo em seguida:

- Olá Mark, me desculpe pelo susto, mas eu não estava conseguindo acordar você e por isso usei o som de alarme. Você parecia estar sonhando.

Mark coça a cabeça e dá um bocejo antes de responder:

- Sonho? Acho que foi mais pesadelo, mas tudo bem. Por que você queria me acordar?

M.A.I.C. então responde:

- Estamos nos aproximando de Marte para a manobra de assistência gravitacional e preciso que você esteja nos comandos em caso de alguma emergência.

Mark esfrega os olhos e faz um sinal afirmativo com a cabeça. Depois, ele coloca seu traje espacial e o capacete. Em seguida, se dirige até a cabine de comando da Pioneer e se senta na posição. Após se prender com os cintos, ele diz:

- Ok “M”, tudo pronto. O que preciso fazer?

O computador demora alguns segundos e depois responde:

- Todo o procedimento da manobra será automatizado e você só precisa ficar a postos no caso de alguma emergência.

Mark sinaliza com a mão e depois olha para a frete e percebe Marte se aproximando rapidamente. A beleza do planeta vermelho e agora tão próximo o deixa quase sem palavras e ele lamenta não poder gastar mais tempo admirando essa vista. Seu transe é então interrompido pela voz de M.A.I.C.:

- Se você quiser, podemos entrar em contato com a base da colônia Olympus em Marte.

Mark dá um sorriso e diz:

- Sim, por favor.

M.A.I.C. então ativa o rádio e fala:

- Pode falar.

Mark respira fundo e diz:

- Olympus, aqui quem fala é o comandante Mark e estou me aproximando de Marte para a manobra de assistência gravitacional. Câmbio.

Alguns segundos se passam antes de uma resposta:

- Entendido Mark, aqui quem fala é Jack e estou na sala de comando da colônia. Nós capitamos você há algum tempo em nossos sensores e já estávamos esperando a sua chegada que inclusive foi antes do planejado. Tem certeza que não quer parar para um café?

Mark dá um sorriso e responde:

- Muito obrigado pelo convite, mas como você disse estou adiantado, em alta velocidade e com bastante pressa. Quem sabe na volta eu faça uma visita. De qualquer forma, é bom falar com alguém ao vivo, pois estou cansado de fazer e receber gravações.

A resposta do outro lado vem em seguida:

- Ok Mark, é um prazer falar com você também. Desejamos todo o sucesso na sua missão. Vá em paz.

Mark fica contente com a resposta e fala:

- Muito obrigado, Jack. Câmbio e desligo.

Em seguida, M.A.I.C. diz:
- Iniciando manobra de assistência gravitacional.

Mark então vê Marte se aproximando e a Pioneer em uma trajetória para passar próximo à sua atmosfera. No momento em que ele chega ao planeta vermelho, o horizonte fica tomado pelo planeta e a espaçonave começa a trepidar devido ao atrito com a atmosfera. Ele se segura durante essa turbulência que acaba em poucos minutos. A vista do horizonte é novamente tomada pela escuridão do espaço enquanto o planeta vai desaparecendo. Mais alguns segundos e eles já deixaram Marte para trás. A voz de M.A.I.C. confirma o fim:

- Manobra executada com sucesso. Aceleração calculada foi alcançada. Trajetória para Júpiter estabelecida com previsão de chegada em menos de quarenta e oito horas.

Mark respira fundo, tira seu capacete e depois diz:

- Uau, isso que eu chamo de passar raspando. Foi intenso, mas rápido. Realmente estamos a uma velocidade impressionante. Parabéns, M.A.I.C.. Pode repassar os dados para a base na Terra e em breve farei uma gravação.

O computador responde logo depois:

- Não há de quê. Apenas cumpri a programação.


Mark fica surpreso com a honesta modéstia de M.A.I.C. e sorri. Depois, seu olhar se volta novamente para o horizonte e para a imagem de Júpiter que já começa a se mostrar diante deles. Apesar da ansiedade, ele não vê a hora de chegar a Europa e começar de fato a missão para desvendar os mistérios que o aguardam em seu interior.


Para começar a ler desde o início clique aqui

Lembrando que você pode nos acompanhar no FaceBook em https://www.facebook.com/MexidoDigital ou no twitter com @mexidodigital (https://www.twitter.com/MexidoDigital) 

Nenhum comentário