Anúncio 1

Últimos Posts

Eu faria assim: Filme de ficção científica - O Devorador de Ossos - Capítulo 7 - Parte 8

Na escuridão do oceano de Europa uma nova surpresa se aproxima
                                                                                                    

O clima ainda está tenso na tenda de comunicação passados vários minutos da interrupção e as pessoas falam todas ao mesmo tempo:

- É um absurdo a Nasa nos deixar às cegas, vou reportar isso ao presidente! – Resmunga Burke.

- Logo agora que estava ficando interessante – Diz Jeremy.

- Deve haver uma explicação lógica para isso – Fala em tom nervoso a Dra. Masterson.

Em meio à confusão, John continha tentando acalmar Sibelle que está sentada e soluçando com lágrimas escorrendo no seu rosto:

- Calma Sibelle, tenho certeza que Mark está bem.

Ela respira com dificuldade e responde com a voz trêmula:

- Eles só cortam a comunicação assim quando há um risco muito grande.

- Ok, mas esta missão é algo completamente fora dos padrões da Nasa e certamente eles estão apenas agindo por precaução.

Sibelle se acalma um pouco, limpa o rosto com a mão e respira fundo antes de continuar:

- Obrigado John, eu não sei o que está acontecendo comigo, mas estou muito emotiva. Acho que deve ser a falta de sono...

John sente a oportunidade de falar algo para tentar reconquistar Sibelle, mas antes que ele tenha a chance é interrompido por Burke que se atravessa entre os dois:

- O que você acha que essa descoberta significa, Dra. Sibelle? Não vá me dizer que acredita se tratar de algo alienígena! Eu suspeito que seja algum drone espião dos chineses!

John fica irritado com a interrupção do coronel e o confronta:

- O senhor acha que é mesmo a melhor hora de questionar ela? Não vê o estado da pobre coitada?

Os dois se encaram por alguns segundos até que Sibelle se levanta, coloca a mão gentilmente no ombro de John e diz:

- Tudo bem, John, eu já estou mais calma.

Enquanto John se afasta com uma cara de decepção para Burke, Sibelle limpa mais uma vez seu rosto com as duas mãos e fala olhando para o coronel:

- Sinceramente...

Sua fala é então interrompida por um barulho que mostra o reestabelecimento das comunicações com a Nasa. Os monitores voltam a mostrar informações da missão e a voz de Peter é ouvida:

- Peter para a base na Antártida, na escuta?

Sibelle sai em disparada e quase derruba Burke ao trombar com ele enquanto se desloca em direção ao equipamento. Ela pega rapidamente o fone, o coloca na cabeça e se senta em frente aos monitores enquanto os demais se aproximam dela e escutam atentamente:

- Sim, na escuta Peter, aqui é Sibelle. O Mark está bem?

- Olá Sibelle, sim, está tudo bem. Me desculpe a demora em dar notícias, mas estávamos esperando a confirmação de Mark. Nós havíamos pedido para ele abortar a exploração, mas era tarde demais e acabamos de receber a transmissão de que os objetos detectados eram um cardume de uma espécie que parece uma mistura de peixe e enguia. Mark inclusive conseguiu capturar um deles com o braço robótico enquanto o cardume passou em disparada pelo submersível.
Sibelle dá uma risada nervosa de alívio e os outros ficam surpresos com a revelação. Após alguns segundos, ela diz:

- Graças a Deus, “Pete”. Quer dizer que a detecção de metal foi um erro nos sensores?

- Na verdade não, “Si”. Nós refizemos o escaneamento e checamos os dados. De alguma forma, essa criatura tem mesmo metal em sua constituição. Mark está trazendo ela de volta para a Explorer para podermos rodar análises mais completas depois, mas já posso mostrar para você a parte da filmagem da câmera onde ele pegou o espécime.

Sibelle olha atentamente para o monitor aguardando as imagens. De repente, aparece a filmagem de logo depois que Mark prendeu a criatura e a aproximou da câmera. Todos dentro da tenda suspiram em admiração, menos Sibelle que está paralisada vendo a imagem desse ser complexo e completamente diferente de tudo o que ela conhece. O lado astrobiologista fala mais alto e ela já começa a fazer análises:

- Impressionante. A falta de olhos já era algo esperado e eles devem usar alguma espécie de sonar para se localizar, mas a forma de enguia sem barbatanas mostra que eles estão adaptados a nadar de maneira constante e sem muitas mudanças de direção, talvez por conta da profundidade do oceano e ausência de obstáculos. O grande mistério é mesmo a presença de metal em sua composição. Tomara que Mark consiga trazer ele de volta para a nave. Eu daria um rim para examinar essa criatura agora.

Pelo comunicador é possível escutar a risada de Peter e sua resposta:

- O mais engraçado é que Mark disse algo semelhante em relação a você, Sibelle. Espere...

A última reação de Peter deixa Sibelle suspeita e ela escuta um bip de algo. Ao olhar nos monitores, ela consegue ver pela transcrição de M.A.I.C. que os sensores do submersível detectaram novo movimento, mais uma vez com metal em sua composição. Peter fala novamente:

- O Deep-X detectou nova fonte de movimento, só que desta vez é um único objeto e de tamanho maior. Provavelmente é alguma outra criatura estranha.

Sibelle fica calada e se encosta na cadeira. Ela olha lentamente para cima enquanto junta as peças em sua cabeça. De repente, ela faz uma cara de susto e questiona:

- Peter, você me disse que o cardume passou em disparada pelo Deep-X?

- Sim, vários deles se chocaram com o submersível e por sorte não tivemos nenhum dano aparente.

O coração de Sibelle dispara no peito e ela olha para o monitor e vê a distância para o novo objeto diminuindo rapidamente. Ela então fala com uma voz fraca e falha pelo comunicador:

- Meu Deus Peter, você precisa alertar o Mark... esse objeto... só pode ser...

Sibelle para de falar e todos ficam na expectativa pelas suas próximas palavras enquanto ela olha fixamente para o monitor como se estivesse hipnotizada. Em sua cabeça, um turbilhão de emoções a deixam zonza e uma vertigem súbita toma conta do seu corpo fazendo ela desmaiar e cair de lado da cadeira. John é o primeiro a se jogar para socorrê-la e enquanto os demais se aproximam a voz de Peter reaparece em tom de desespero pelo rádio:

- Sibelle? O que foi? O que eu preciso falar para ele?!

Para começar a ler desde o início clique aqui

Lembrando que você pode nos acompanhar no FaceBook em https://www.facebook.com/MexidoDigital ou no twitter com @mexidodigital (https://www.twitter.com/MexidoDigital) 

Nenhum comentário