Anúncio 1

Últimos Posts

Eu faria assim: Rocky V - Parte 2


Rocky está sentado ao lado do leito de Adrian e segura sua mão. Ela balbucia algumas palavras e depois se rende ao sono. Seu marido se levanta devagar, dá um beijo em sua testa e se retira do quarto. Rocky pega seu chapéu e diz para a enfermeira que irá sair para resolver um problema e que voltará o quanto antes. Depois, ele deixa sua casa e se dirige ao porto para encontrar o autor do bilhete misterioso sobre Paulie.

A noite fria enche o porto com uma neblina que acentua o suspense do encontro. Rocky está em frente ao local e esfrega as mãos de ansiosidade. De repente, o som de carro revela uma limusine que se aproxima e pára a alguns metros de distância. Dela sai uma figura misteriosa e bem vestida que se aproxima emitindo apenas o som seco do seu pisar. Rocky assume uma posição defensiva e pergunta quem é a pessoa e onde está Paulie. O homem, que se autodenomina Duke, explica para Rocky que ele comanda uma operação de lutas clandestinas de boxe realizadas no porto e que Paulie estava frequentando o local e fazendo muitas apostas. Ele vivia dizendo que era cunhado de Rocky e que teria como pagar depois, mas nunca o fez. A sua dívida então atingiu um patamar inaceitável e Duke decidiu resolver a questão. Ele diz que Paulie está bem e continuará assim se Rocky aceitar pagar suas dívidas.

Rocky tenta manter a calma e explica para Duke que está em situação financeira complicada e todo o dinheiro que ainda tem está sendo usado no tratamento da esposa. Duke então sorri e diz para Rocky que não está interessado em seu dinheiro. Nunca esteve. Ele quer que Rocky aceite fazer uma luta no seu esquema ilegal. Desde que Paulie apareceu nas lutas ele sabia que essa seria a forma de conseguir que o grande "garanhão italiano" participasse da luta mais importante de seu clube clandestino que conta com grandes figurões da cidade.

Depois de dar uma risada, Rocky diz que se aposentou faz tempo e que não tem mais condições de lutar, questionando sobre outra forma de resolverem. Duke fica sério e diz que esta é a única forma dele ver Paulie vivo novamente. Ele ainda alerta Rocky que, caso tente avisar a polícia, ele usará sua influência para se livrar e irá atrás também de sua esposa e de seu filho. Isso sem falar que o corpo de Paulie será achado em algum fosso do porto. Rocky está perplexo, mas não consegue pensar eu uma alternativa para solucionar a questão. No fundo, ele sente que lutar sempre foi seu grande talento e nisso reside sua maior chance de salvar Paulie a tempo de atender ao desejo de Adrian.

Balboa aceita o desafio de Duke. Para a sua surpresa, o misterioso homem diz que a luta será em um mês e que o adversário só será revelado no dia. Mas ele ri e, enquanto bate no ombro de Rocky, diz que ele irá gostar da escolha. Além disso, ele diz que as suas lutas não possuem as mesmas regras às quais Rocky está acostumado e que não existem rounds, decisão por pontos e nem sequer um juiz. A luta continua até que haja um nocaute. Depois, o homem caminha lentamente em direção à sua limusine e desaparece na neblina da noite fria.

Apesar de assustado, Rocky não se arrepende de sua escolha e decide encarar esse novo desafio para poder atender ao último desejo de sua amada esposa. Seu corpo está decadente e cansado de lutar, mas seu espírito arde com o fogo de sua determinação e seus olhos de tigre estão focados no alvo. Ele recorre à ajuda do antigo treinador de Apollo, contando apenas para ele sobre o desafio, e começa seu treinamento já na manhã seguinte. O antigo ginásio de Mickey vira seu local de treinamento e  ele alterna corridas pelas ruas da cidade com seus antigos métodos de treinamento socando carne e levantando pesos. Rocky mantém segredo com Adrian dizendo que arranjou um novo emprego e que precisará ficar fora durante o dia. Ainda assim, todos os outros momentos do dia em que não está treinando são gastos ao lado da esposa, quando eles conversam sobre o passado, sobre Robert e tentam esquecer a tristeza da doença que consome Adrian.

Após um mês de treinamento, Rocky se sente pronto para a luta e se apresenta no local e hora informados acompanhado apenas do seu treinador. Ao entrarem no galpão que pelo lado de fora parecia abandonado, os dois se deparam com uma estrutura de platéia e com um ringue bem montados. Além dos bêbados e apostadores de baixo nível que lotam o local, em uma área superior e mais reservada é possível ver algumas figuras de destaque da cidade. Já acostumado com esse tipo de ambiente, Rocky segue as orientações e, após se trocar e colocar o calção que já foi de Apollo, ele se dirige ao ringue e começa seu aquecimento enquanto aguarda o início.

Os gritos da platéia denunciam a entrada de Duke e ele se aproxima do ringue com um andar pomposo e acenando para os presentes. Após subir e cumprimentar Rocky com um sorriso sarcástico, ele sinaliza para os presentes fazerem silêncio. Depois, ele anuncia em alta voz a importância desse combate histórico, dizendo que todos presenciarão a luta do século. A platéia vibra de emoção e depois Duke grita para anunciar o adversário de Rocky. Ele diz que agora é a hora da verdade.

Um estrondo num canto do galpão chama a atenção de todos para a abertura de uma porta. Em meio à fumaça e aos suspiros da platéia, o desafiante surge com luvas erguidas em posição de luta e fitando Balboa com frieza. A platéia vai ao delírio ao reconhecer o outro lutador, gritando de forma ensurdecedora. O queixo de Rocky vai a nocaute após distinguir seu adversário e saber que ele é alguém que faz parte de seu passado.

Lembrando que você pode nos acompanhar no FaceBook em https://www.facebook.com/MexidoDigital ou no twitter com @mexidodigital (https://www.twitter.com/MexidoDigital)

Nenhum comentário